20.8.08

Savarin!

Após uma ausência razoável, procuro voltar à ativa estimulada por uma descoberta culinária que me enche a boca de água só de pensar.

Através do querido professor Manoel Mattos, fui apresentada ao savarin. Devo cometer um sacrilégio ao descrevê-lo como uma espécie de bolo que é fermentado como pão, mas acredito ser a descrição mais fácil de ser visualizada.

De acordo com o livro “Técnicas de Confeitaria Profissional” –de onde vem a receita que passo abaixo-, o savarin foi criado pelos irmãos confeiteiros de sobrenome Julien, que decidiram reinventar o tradicional baba au rhum, tirando as passas e qualquer aromatizante do prato.

“Uma vez cozida, a massa era mergulhada em uma calda com alguma bebida alcoólica”, descreve o livro. A preparação era então servida acompanhada de chantilly (o que, pra mim, é completamente desnecessário).

O nome Savarin foi dado em homenagem a Brillant-Savarin, grande gastrônomo francês que viveu entre 1755 e 1826, quando escreveu “A fisiologia do Gosto”.

A receita não é difícil, mas requer um pouco de habilidade e paciência. O resultado final é de se ajoelhar. Sua massa é totalmente aerada, deixando um leve sabor fermentado na boca.

O savarin é perfeito para um chá da tarde ou para aquele café da manhã mais demorado, que sempre termina com um gosto docinho.

A dica de livro também é válida. “Técnicas da Confeitaria Profissional” é um grande impulso para aqueles que pretendem sair dos simples recheios de doce de leite e incorporarem no repertório pratos mais sofisticados.

Segue abaixo a receita do fantástico savarin:

Ingredientes:

-500g de farinha de trigo
-140g de manteiga sem sal derretida
-30g de açúcar
-4 ovos
-10g de sal
-120ml de leite morno
-30g de levedura biológica fresca

Para a calda de açúcar:

-750ml de água
-400g de açúcar
-150ml de rum

Modo de Preparo:

-Peneire a farinha em uma tigela
-Em um dos lados da tigela acrescente o açúcar e o sal. Do outro lado a levedura
-Coloque os ovos e depois despeje o leite morno
-Misture energicamente com uma colher até obter uma massa homogênea
-Cubra com um filme plástico, coloque em um local sem corrente de ar (como forno desligado ou microondas). Deixe crescer até dobrar de tamanho
-Retire o filme plástico
-Revolva a massa com uma colher, abaixando-a e retirando os gases
-Acrescente a manteiga derretida morna pouco a pouco
-A massa deve ficar lisa e homogênea
-Passe para uma forma com furo no meio untada com manteiga e deixe crescer em um local aquecido
-Depois de ela ter levedado, leve ao forno a 180ºC para assar.
-Desenforme e deixe esfriar-Enquanto isso, ferva a água e o açúcar. Retire do fogo e junte o rum. Encharque o savarin com essa calda. Se quiser, coloque chantilly no furo central e sirva gelado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Parece delicioso!! Faz para mim?
E nao some to blog. Os postings sao sempre otimos.

Beijos,

Loira

Con Gusto disse...

É pra já! Tem um savarin aqui no forno te esperando!

Obrigada pelo comentário e elogio.
Beijos
Bianca