22.8.08

Inverno quente


Inverno com 28ºC. O Brasil tem dessas. A parte ruim é que não dá para aproveitar o friozinho, os fondues, as sopas, a lareira. A parte positiva é que dá pra continuar aproveitando as coisas boas do calor. Dá pra ir ao parque passear, pra tomar sorvete, usar a piscina, abusar dos sucos refrescantes e, claro, das saladas.

Outro lado legal é que você pode curtir a preguiça do inverno desfrutando de uma refeição simples e completa. O bom da salada é que ela é bastante versátil. Você pode misturar basicamente de tudo, incluindo aí carboidratos e proteínas.

Quer um exemplo? Que tal uma salada com aquele restinho de frango assado que sobrou do almoço passado? É só desfiar a carne e misturar aos demais ingredientes. Se você é daqueles que sente falta de algo quente na refeição, esquente o frango antes. Misturado ao tempero da salada, ele volta a ganhar vida.

Já se o seu negócio é um carboidrato, é possível misturar um macarrão frio ou qualquer cereal como arroz integral, lentinha ou feijão branco. Um bom pão integral, ou mesmo os italianos, também combinam perfeitamente.

Outro carboidrato que cai no gosto de todo mundo são as batatas. E salada de batatas é uma das melhores. Se você estiver no espírito de cozinhar, pero no mucho, pode atacar de uma salada de mini batatas, ervilhas frescas e bresaola. Ao mesmo tempo que não dá trabalho algum, você fica com aquela sensação de que fez alguma coisa.

É simples. Basta cozinhar as batatas, as ervilhas (bem rapidinho, pra que elas mantenham a cor, crocância e sabor) e alguns ovinhos de codorna (se não tiver, serve de galinha, daqueles caipiras bem bonitos).

Faça um vinagrete simples, com uma boa mostarda, uma colherzinha de tahini, suco de limão, azeite, sal e pimenta. O importante é ir provando o molho, pra ficar bem ao seu gosto e ir corrigindo os sabores.

Misture primeiro as batatas ainda quentes ao vinagrete, depois acrescente as ervilhas, a bresaola (ou presunto cru, copa...), ervas picadas (salsinha e hortelã) e depois os ovinhos já cozidos e partidos ao meio. Voilà! Uma salada linda, elegante e deliciosa.

Agora, se você está sem vontade nenhuma de usar panelas e fazer molhos, simplifique. Use folhas verdes, qualquer uma que você goste, um pouco de milho e atum. Aproveite o óleo do atum, acrescente vinagre balsâmico, limão, sal, pimenta moída. Misture com as mãos para envolver bem os ingredientes no molho. Se precisar, acrescente um pouco de azeite. Coloque no centro uma bela fatia de pão integral e abra um ovo cozido sobre ela.

Uma dica legal é ir ao supermercado e olhar na feira o que está mais fresco. Você pode ver um belo pé de agrião e logo lembrar que manga combina muito bem com ele, ou mexericas, que estão lindas por aí. Algumas fatias finíssimas de parmesão por cima, azeite, limão, sal e pronto.

Assim como as sopas (das quais sou adepta inclusive no calor), as saladas são pratos muitos simples e versáteis. O segredo é você sempre provar o molho e usar ingredientes frescos. Isso já te dá 60% de uma boa refeição.

3 comentários:

Anônimo disse...

Bi, otimas dicas de salada.

Mas vale lembrar que nao precisamos abrir mao das sopas so porque o inverno pirou e decidiu copiar a estacao mais quente do ano.

Seria legal ver suas dicas de sopas frias.

Beijos,

Helo

Gourmandise disse...

e ainda teremos um verão com dias à 12ºC...
bjo

Damaris disse...

encontrei o seu blog no foodbuzz. Sou brasileira mas moro nos estados unidos e sempre estou buscando ums blogs sopbre comida brasileira. tambem tenho um blog de comida mas esta em ingles. Gostei muito do seu blog.
beijos, damaris